Pular para o conteúdo principal

Arquiteturas do sol: aguardem o lançamento.

 

AFONSO, ALCILIA. Arquiteturas do sol: resgate da modernidade no nordeste brasileiro / ISBN: 978-65-86171-24-2– Teresina: EDUFPI, 2020. 410 p.il.





A proposta do livro é divulgar os resultados de nossas investigações na área da arquitetura nos trópicos brasileiros, compondo um conjunto documental que possa servir de base para novos voos acadêmicos e profissionais. Os capítulos tratam sobre a documentação e a conservação da arquitetura moderna produzida nas cidades de Recife/PE, Teresina/PI e Campina Grande/PB que foram os lugares de nossas investigações. Foi dividido em quatro eixos temáticos, a fim de condensar as discussões em cada parte, reunindo ali os artigos que trataram dos temas que em seguida serão expostos.

O primeiro eixo tratará de textos voltados para as arquiteturas do sol, enfocando questões mais genéricas da produção do nordeste brasileiro. O segundo está voltado para artigos que tratam do tema da tectônica relacionada com a modernidade. O eixo temático três volta-se para um tema bastante pertinente na atualidade, que é o acervo do patrimônio industrial moderno. Aqui, se resgatará discussões para a compreensão de que no Nordeste ocorreram dois momentos importantes da construção de uma modernidade industrial. O eixo temático quatro está direcionado para discussões que tratam sobre a salvaguarda, e soluções que procuram preservar e retomar a documentação do acervo moderno, além de se preocupar também com aspectos da sua conservação.

Tais capítulos que compõem essa coletânea devem dar continuidade à  pesquisas na área, servindo de subsídios para tornar mais robusto o trabalho de documentação, bem como, subsidiar projetos de intervenção para a conservação do acervo moderno nordestino.

Comentários

  1. Vi no you tube um documentário sobre Carlo Scarpa,gostaria de saber se ele pintava TB, porque tenho um quadro assinado C Carpa,seray que é dele

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de saber como faço para comprar o livro

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Art Déco em Campina Grande

Texto: Alcilia Afonso Essa postagem tratará de uma breve introdução sobre o estilo Art Déco encontrado em Campina Grande, que compõe um rico acervo arquitetônico estudado por vários autores que se aprofundaram sobre o tema, como Lia Rossi(2010) e Marcus Queiroz(2008). Para quem se interessar sobre o tema, há também um artigo escrito por AFONSO e ARAÚJO(2015) que explora esta linguagem na cidade de Campina Grande. Esclarecendo o conceito: Art Déco e a protomodernidade.   A linguagem Déco foi uma tendência francesa que surgiu devido a um movimento internacional de design, destacando-se no período de 1925 a 1939, se estendendo pelas artes decorativas, arquitetura, design de interiores e desenho industrial, assim como nas artes visuais, na moda, na pintura, nas artes gráficas e cinema. Pode-se afirmar que, de certa maneira, misturou diversos estilos e movimentos, tais como, o construtivismo, o cubismo, Bauhaus, Art Nouveau, o modernismo e o futurismo.

Raul Cirne: A presença mineira no nordeste brasileiro.

                                                             Texto: Alcília Afonso. AFONSO (2014) vem realizando pesquisas sobre o arquiteto Raul Cirne e sua atuação no nordeste brasileiro, havendo escrito artigos publicados em periódicos e em congressos sobre modernidade arquitetônica e através de tais pesquisas, levantou-se que Raul de Lagos Cirne era filho de Otto Pires Cirne e Maria de Lourdes de Lagos Cirne, e nasceu no dia 04 de agosto de 1928, em Belo Horizonte.                                                    O arquiteto em entrevista à Alcilia Afonso.BH.2013. Foto: Alcilia Afonso/2013. Graduou-se Engenheiro Arquiteto pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, em 1951, quando iniciou, em seguida, suas atividades como arquiteto.                    Em sua antiga prancheta de trabalho. BH.2013. Foto: Alcilia Afonso/2013. Na sua formação como arquiteto, Cirne conviveu com a implantação da linguagem moderna na ci

Casa Miguel Vita, Recife. 1958: Documentação e arquitetura

Esta postagem visa socializar o material documental produzido por mim,  arquiteta, e professora Dra. Alcilia Afonso de Albuquerque e Melo, que entre 2002 a 2006, realizei minha tese doutoral no Departamento de projetos arquitetônicos da ETSAB/UPC-Barcelona,  e analisei esta obra, entre outras, para minha tese de doutorado sobre a consolidação da arquitetura moderna em Recife, nos 50 (Afonso,2006).                               Vista da fachada principal e lateral direita(nordeste). Fonte: 3D de Ivanilson Pereira 2020, baseado em redesenho em Autocad de Alcilia Afonso. 2004 . Torna-se necessário difundir tal pesquisa, considerando que recentemente, entre os dias 3 e 4 de outubro a  Casa Miguel Vita foi abruptamente demolida , nos restando agora, apenas a documentação produzida para a salvaguarda da memória arquitetônica do bem. Conclui recentemente um artigo sobre a obra a ser publicado em breve- na Revista Mnemosine, do programa de pós-graduação em história da UFCG, que fará parte de u